Inadimplência no crédito livre fica em 5,8% em junho

Taxa é inferior aos 5,9% registrados em maio; recuo dos atrasos superiores a 90 dias nos financiamentos ocorreu tanto para consumidores quanto para empresas

Fernando Nakagawa e Eduardo Cucolo, da Agência Estado,

26 de julho de 2012 | 11h34

BRASÍLIA - A inadimplência nas operações de crédito caiu em junho para 5,8%, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Banco Central (BC). O patamar é inferior à taxa de 5,9% registrada em maio e idêntica à observada nos meses de fevereiro e abril. O recuo dos atrasos superiores a 90 dias nos financiamentos aconteceu tanto para os consumidores quanto nos empréstimos para as empresas.

Na média, a inadimplência na pessoa física caiu de 7,9% em maio para 7,8% em junho. Entre as várias operações desse segmento, houve queda do indicador em aquisição de veículos, cuja taxa de inadimplência caiu de 6,1% para 6,0%, no período. Entre as outras linhas apresentadas no relatório do BC, não houve queda. No cheque especial, a inadimplência subiu de 11,3% para 11,6%; na aquisição de outros bens, o calote cresceu de 13,9% para 14,1% e, no crédito pessoal, a taxa ficou estável em 5,7%.

Na pessoa jurídica, a inadimplência média no crédito livre oscilou de 4,1% em maio para 4,0% em junho, retornando ao patamar de janeiro de 2012.

Estoque das operações de crédito

O estoque das operações de crédito do sistema financeiro cresceu 1,5% em junho na comparação com maio, de acordo com os dados do BC. Com a evolução, o estoque das operações alcançou R$ 2,167 trilhões no fim do mês passado. No acumulado do trimestre, a carteira cresceu 4,5%, e nos seis primeiros meses do ano, o aumento foi de 6,8%. Em 12 meses até junho de 2012, o total de operações de crédito registrou expansão de 17,9%.

Segundo o BC, entre as operações que mais cresceram no mês passado, estão os créditos para governos estaduais e municipais, que aumentaram 3,1% em um mês, para R$ 43,498 bilhões, e o financiamento para a habitação, que avançou 2,8%, para R$ 235,443 bilhões.

O BC informou ainda que o total das operações de crédito em relação ao PIB atingiu em junho 50,6%, maior que os 50,1% observados em maio.

Tudo o que sabemos sobre:
inadimplênciaBCcrédito livre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.