Inadimplentes da Celesc irão para lista do SPC e Serasa

A Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) deverá colocar em operação, ainda em janeiro, as parcerias firmadas com o SPC e o Serasa, pelas quais os clientes residenciais e industriais inadimplentes da concessionária passarão a ser incluídos na relação dos dois órgãos de avaliação de crédito. "Pretendemos fechar cada vez mais o cerco ao cliente inadimplente", disse o diretor-presidente da companhia, Carlos Rodolfo Schneider. "Não é justo para o bom pagador que os inadimplentes não sejam penalizados".Schneider calcula que cerca de 71 mil unidades consumidoras poderão ser incluídas na relação do SPC e outros 1.200 na do Serasa. De acordo com o diretor-presidente da Celesc, serão relacionados no SPC principalmente os clientes inadimplentes da categoria residencial, enquanto o Serasa receberá os consumidores da categoria industrial. São considerados inadimplentes os consumidores que renegociaram os seus débitos e voltaram a deixar de pagar as parcelas da renegociação.A Celesc registra uma inadimplência acumulada de R$ 360 milhões, segundo Schneider. Ele acrescentou que a companhia realizou, há pouco tempo, uma campanha de renegociação dos débitos que permitiu uma recuperação de R$ 63,4 milhões, de um total de R$ 130 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.