Incêndios criminosos agravam quebra de safra de cana, diz Unica

Incêndios criminosos nos canaviais agravaram as perdas agrícolas decorrentes da seca em São Paulo, afirmou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) nesta terça-feira.

REUTERS

23 de setembro de 2014 | 11h46

O diretor técnico da associação, Antonio de Padua Rodrigues, disse em entrevista coletiva que 5 por cento da área teve que ser colhida após incêndios, antes de a cana ter atingido todo o seu potencial.

A forte estiagem que atinge São Paulo desde o início deste ano vem afetando severamente a produção de cana.

"Estimativas da Unica indicam que a produtividade agrícola da área a ser colhida na atual safra 2014/2015 deve apresentar queda próxima a 15 por cento, com a perda de quase 40 milhões de toneladas de cana", disse a associação em nota.

Padua disse que as perdas com incêndios já foram computadas na última estimativa de safra.

(Por Reese Ewing e Gustavo Bonato)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSCANASECA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.