Incertezas persistem e bolsas asiáticas abrem em baixa

Mercado do Japão começa abaixo dos dez mil pontos pela primeira vez desde 11 de dezembro de 2003

Agências internacionais,

06 Outubro 2008 | 23h35

As bolsas asiáticas abriram em baixa o pregão desta terça-feira, 7, graças as dúvidas sobre a implementação do plano americano de resgate de US$ 700 bilhões e a falta de um consenso europeu sobre uma proposta para enfrentar a crise financeira. O mercado asiático segue as outras bolsas do mundo que registraram fortes quedas nas operações de segunda-feira.   Veja também: Medida Provisória autoriza BC a socorrer bancos em dificuldade Governo vai disponibilizar reservas para bancos, diz Mantega Entenda o pacote anticrise que passou no Senado dos EUA A cronologia da crise financeira  Veja como a crise econômica já afetou o Brasil Entenda a crise nos EUA      O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio abriu em baixa de 487,04 pontos (4,65%), aos 9.986,05 pontos, abaixo dos dez mil pontos pela primeira vez desde 11 de dezembro de 2003. Ao meio dia, o indicador caía 324,63 pontos, 3,1%, até os 10.148,46 pontos.   Já o segundo índice principal, o Topix, que reúne todos os papéis mais negociados, perdeu 47,73 pontos (4,78%), aos 951,32 pontos, na abertura. Depois, ele se recuperou um pouco e, no meio da jornada, caía 26,92 pontos, 2,69%, até 972,13 pontos.   O Banco do Japão (BOJ) injetou nesta terça-feira mais 1 trilhão de ienes (US$ 9,847 bilhões) no mercado financeiro. Este é o 15ª dia consecutivo em que o BOJ realiza uma injeção de capital bilionária para prevenir uma alta excessiva das taxas de juros interbancários.   As injeções realizadas pelo banco central japonês ajudaram a suavizar as condições creditícias entre os bancos estrangeiros e forneceram maior liquidez ao sistema financeiro para conter os transtornos nos empréstimos interbancários, segundo agentes de bolsa. O BOJ conclui nesta terça uma reunião de dois dias para decidir as taxas de juros.   Em Seul, o índice Kospi baixava 26,06 pontos (1,92%), aos 1.332,69 pontos. Enquanto o indicador Kosdaq caía 9,38 pontos (2,3%), aos 397,01 pontos. O índice PSEI da Bolsa de Manila operava em baixa de 60 pontos (2,40%), aos 2.439,53.   Já em Kuala Lumpur, a queda foi menor. O índice KLCI baixava 6,91 pontos (0,69%), aos 989,93. O índice JKSE da Bolsa de Jacarta caía 20,40 pontos (1,24%), aos 1.628,34. O índice SET, de Bangcoc, perdia 16,47 pontos (2,98%), aos 535,33.   Texto atualizado à 1h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.