Incorporadoras: mais financiamentos

Das 4.175 unidades colocadas à venda, 499 foram compradas, sendo que 281 foram pelo pelo SFH, 202 por meio das incorporadoras e o restante com outras formas de recursos. Os números de unidades vendidas via incorporadoras são bem maiores nos imóveis com valores entre R$ 75 mil a R$ 125 mil. "A população de baixa renda não está tendo acesso ao crédito", afirma o ex-presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci), Roberto Capuano. De acordo com estudos do Creci existem em São Paulo 900 mil inquilinos. Desse total, 80% pagam aluguéis de até R$ 600. Custo ainda é muito altoPara Capuano, tanto o financiamento de 100% quanto o incentivo de acesso ao crédito para pequenos construtores poderiam diminuir o déficit habitacional brasileiro, avaliado hoje em 5,5 milhões. "Isso sem contar que o custo final de um apartamento no Brasil comparado aos Estados Unidos é muito alto", diz. Segundo pesquisa da entidade, um apartamento de 60 metros quadrados nos Estados Unidos tem um custo no final da obra de em média US$ 5 mil, cerca de R$ 9.600. "No Brasil, um imóvel de 35 metros quadrados sai por R$ 20 mil", observa Capuano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.