Independência fecha unidades e demite 1,1 mil

Em recuperação judicial, grupo já demitiu cerca de 7 mil empregados

Gustavo Porto, RIBEIRÃO PRETO, O Estadao de S.Paulo

11 de junho de 2009 | 00h00

O frigorífico Independência informou ter fechado suas unidades nos municípios de Pontes e Lacerda, Colíder e Juína, em Mato Grosso, e encerou as atividades de abate, desossa e logística na planta de Nova Andradina, em Mato Grosso do Sul. Com a decisão, a companhia anunciou a demissão de aproximadamente 1,1 mil funcionários e a realocação de alguns em outras unidades, sem citar quantos. "Cada unidade permanecerá com um mínimo de colaboradores necessário para segurança e manutenção do ativo", informou a companhia, em um comunicado.O documento informa ainda que "os fechamentos e as reduções nessas unidades são parte de um programa em andamento de ajuste das operações do Independência à realidade do mercado atual. O cronograma de reabertura de unidades constará do plano a ser apresentado ao processo de recuperação judicial da empresa nas próximas semanas".PLANOCom uma dívida superior a R$ 3 bilhões, o Independência anunciou, em 2 de março, que recorrera à recuperação judicial, pedido que foi deferido em maio pela Justiça de Cajamar (SP), onde fica a sede da companhia. O grupo anunciou também em março o fechamento ou a suspensão de atividades em 14 unidades. Dessas, Janaúba (MG) e Rolim de Moura (RO) foram retomadas posteriormente. No total, o grupo já havia demitido quase 6 mil empregados.Pelo relatório sobre sua situação financeira, apresentado no mês passado, o Independência informou que espera apresentar um plano de recuperação judicial até o início de julho e que uma assembleia de credores para a aprovação da proposta ocorra entre meados de agosto e o início de outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.