Índia deve investir US$ 600 mi em álcool no Brasil

Bharat Petroleum, Hindustran Oil e India Oil devem formar um consórcio e comprar participações em usinas

AE, Agencia Estado

27 de março de 2008 | 14h38

Empresas indianas devem anunciar nos próximos dias investimentos de US$ 600 milhões no plantio de cana-de-açúcar e produção de etanol (álcool combustível) no Brasil. O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, foi informado oficialmente dos investimentos durante audiência com o ministro do Petróleo e Gás indiano, Murli Deora, em Nova Délhi, ontem.De acordo com comunicado do Ministério do Desenvolvimento, as empresas Bharat Petroleum, Hindustran Oil e India Oil devem formar um consórcio e comprar participações em usinas brasileiras que produzem etanol. O objetivo é conhecer a tecnologia brasileira e desenvolvê-la mais tarde na Índia. Os indianos se mostraram especialmente interessados na tecnologia de motores "flex fuel", que permite a utilização de qualquer proporção da mistura de etanol e gasolina. Segundo maior produtor mundial de cana, a Índia já adiciona 5% de etanol à gasolina, mas não têm carros movidos a álcool.O ministro Miguel Jorge viajou para a Índia esta semana, chefiando uma comitiva de empresários em busca de novas oportunidades de negócios e investimentos para o Brasil. A missão foi organizada pelo ministério com o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e parceria com a Câmara de Comércio Brasil-Índia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.