Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Índia eleva taxa de juros para 7,75% ao ano

O Banco da Reserva da Índia (RBI, na sigla em inglês) elevou a sua taxa de juros em 0,25 ponto porcentual, para 7,75%, e reduziu a taxa do Marginal Standing Facility (MSF, na sigla em inglês) em 0,25 ponto porcentual, para 8,75% ao ano nesta terça-feira. A decisão está em linha com a projeção de 13 dos 15 economistas consultados pelo Wall Street Journal.

AE, Agencia Estado

29 de outubro de 2013 | 06h57

A redução da taxa do MSF, uma linha de empréstimo emergencial aos bancos, é uma tentativa do banco central para aliviar as restrições de liquidez e impedir apostas contra a rupia indiana. Ao estreitar a distância das duas taxas, o BC indiano busca retomar uma política monetária mais tradicional.

No comunicado, o banco central da Índia disse esperar que a inflação permanecerá elevada pelo resto do ano fiscal, até março. O RBI disse que, com a recente aceleração da inflação, "é importante quebrar a espiral de preços em elevação para conter a erosão da poupança financeira e fortalecer as fundações do crescimento.

O RBI também aumentou a quantidade de dinheiro que empresta aos bancos via operações de 7 dias e de 14 dias. Agora, as instituições financeiras poderão captar até 0,5% de seus depósitos líquidos, de 0,25% estabelecido anteriormente. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiajurosbanco central

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.