Índia pode importar mais açúcar com alta dos preços da cana

A Índia poderá importar mais açúcar bruto no atual ano comercial, com usinas buscando suprimentos mais baratos diante do aumento dos preços por produtores locais de cana e tentando aproveitar os altos preços de açúcar refinado doméstico, disseram autoridades da indústria.

RAJENDRA JADHAV, Reuters

31 Outubro 2012 | 12h10

O maior consumidor mundial de açúcar já agendou compras de 450 mil toneladas de açúcar bruto para o ano que começou em 1o de outubro, após exportar açúcar nos últimos dois anos.

Agricultores nos dois maiores estados produtores de açúcar --Maharashtra e Uttar Pradesh-- estão aumentando em mais de 20 por cento os preços da cana, para cobrir seus altos custos depois de o governo cortar os subsídios de fertilizantes e elevar os preços do diesel.

"Considerando custo de produção crescente e a alta dos preços de açúcar, as usinas devem elevar o preço da cana. Se eles não aumentarem, nós não permitiremos a moagem", disse à Reuters Raju Shetty, líder de produtores de Maharashtra e membro do Parlamento.

A maioria das indústrias em Maharashtra começaram a operação da nova temporada, mas nenhuma está operando à plena capacidade devido às ações dos produtores, disse uma autoridade do escritório estatal da Comissão de Açúcar.

"Os produtores estão relutantes em vender cana. Eles querem que as usinas concordem primeiro com um preço mais alto e depois comecem a colher", disse a autoridade.

Em Uttar Pradesh, usinas ainda não começaram as operações e muitos produtores estão exigindo mais de 3 mil rúpias (55,51 dólares) pela tonelada de cana, em comparação com o preço entre 2.350 e 2.500 rúpias no ano passado.

"Usinas em Maharashtra têm limitado poder de negociação. Devido à escassez de cana, elas têm que elevar o preço da cana", disse Ashwini Bansod, analista sênior da Phillip Commodities India Pvt. Ltd.

A produção de açúcar em Maharashtra deve cair 30 por cento, para 6,3 milhões de toneladas em 2012/13 com a baixa produtividade da cana, devido à seca e o desvio da colheita para forragem.

Já a produção indiana de açúcar no ano 2012/13 deve ficar entre 23,5 milhões e 24 milhões de toneladas, contra a demanda local de cerca de 22,5 milhões de toneladas.

(US$1=54,04 rúpias indianas)

(Reportagem de Rajendra Jadhav)

Mais conteúdo sobre:
COMMODSACUCARINDIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.