Índia prevê alta de até 8% para PIB no ano até 31 de março

No terceiro trimestre, o país expandiu-se 7,9%, número superior aos 6,1% do trimestre anterior

Marcílio Souza, da Agência Estado,

23 de dezembro de 2009 | 08h31

A forte recuperação da atividade industrial poderá ajudar a impulsionar o crescimento do PIB da Índia para perto de 8% neste ano fiscal, que termina em 31 de março de 2010, apesar da queda da produção agrícola. Isso eleva as chances de aceleração do ritmo ao longo dos próximos dois ou três anos, indicou o ministro de Finanças do país, Pranab Mukherjee.

 

"É possível que o crescimento de modo geral em 2009/2010 seja de cerca de 7,75% se as coisas continuarem como estão", afirmou Mukherjee em conferência com um grupo de lobby da indústria. "Seria mais apropriado falar em crescimento para todo o ano (fiscal) entre 7,5% e 8%", acrescentou.

 

No ano fiscal que terminou em 31 de março, o PIB indiano cresceu 6,7%, prejudicado pela crise global, depois de expandir-se em média 9% ao ano nos quatro anos anteriores. No período de julho a setembro deste ano, a terceira maior economia da Ásia expandiu-se 7,9%, o maior ritmo em mais de um ano e superior ao crescimento de 6,1% do trimestre imediatamente anterior.

 

"A meta de crescimento de 9% a 10%, com a qual sonhamos há muito tempo, está agora ao nosso alcance", disse Mukherjee. "A perspectiva para o crescimento nos próximos dois trimestres parece ótima." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PIBÍndiacrescimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.