finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Indicado para BC propõe maior concorrência entre bancos

O diretor indicado para a área de fiscalização do Banco Central, Alvir Alberto Hoffmann, defendeu hoje, em sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, o aumento da concorrência entre os bancos no sistema financeiro nacional. Segundo ele, a maior concorrência permitiria uma redução nas tarifas e melhor qualidade no atendimento ao cliente.Ele ponderou, porém, que as condições do mercado brasileiro são melhores que as observadas em outros países. "Temos um quantidade grande de bancos no mercado. Poderemos dizer que há competição", disse ao citar que 75% dos ativos atuais do sistema financeiro estão sob responsabilidade de dez instituições. Hoffmann comparou este quadro com o mercado canadense, onde seis bancos têm 90% dos ativos financeiros do Canadá.O diretor indicado observou ainda que a concorrência no Brasil pode ser induzida pelos bancos públicos que, segundo ele, têm 28,5% dos ativos do sistema financeiro brasileiro. Diante da proposta, o presidente da CAE, senador Aloizio Mercadante (PT-SP), sugeriu o convite aos presidentes do Banco do Brasil, Antonio de Lima Neto, e da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho, para que os dois possam dar explicações sobre tarifas bancárias aos senadores.

FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

13 de novembro de 2007 | 13h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.