Indicador antecedente dos EUA indica fortalecimento econômico

Um indicador do vigor da economia dos Estados Unidos subiu pelo nono mês consecutivo em março, sugerindo que a recuperação está encaminhada, apesar de acontecimentos globais como o terremoto e o tsunami no Japão.

REUTERS

21 de abril de 2011 | 12h32

O índice antecedente do Conference Board subiu 0,4 por cento em março, para 114,1, o dobro da alta antecipada por analistas ouvidos pela Reuters. O acréscimo de fevereiro foi revisado de 0,8 para 1 por cento.

A alta de março indica " o fortalecimento das condições empresariais no curto prazo", disse Ataman Ozyildirim, economista do Conference Board, em comunicado.

"O acréscimo de março foi liderado pela diferença nos componentes de taxas de juros e de alvarás imobiliários, enquanto as expectativas do consumidor caíram", acrescentou Ozyildirim.

Outro relatório mostrou que a atividade manufatureira na região Meio-Atlântico dos EUA caiu mais que o esperado em abril, após registrar o maior crescimento em 27 anos no mês anterior.

O Federal Reserve de Filadélfia disse que o índice de atividade empresarial caiu de 43,4 em março para 18,5 em abril. Economistas previam uma leitura de 37,0. Qualquer leitura acima de zero indica expansão na economia regional.

A pesquisa --que cobre as fábricas do leste da Pensilvânia, do sul de New Jersey e de Delaware-- é considerada um dos principais indicadores mensais das condições manufatureiras dos EUA, antecipando o relatório nacional.

(Reportagem de Leah Schnurr e Lisa Lambert)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUAANTECEDENTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.