Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Indicadores industriais bateram todos os recordes em 2004

A indústria brasileira bateu recordes de crescimento em todos os indicadores em 2004, informou hoje a Confederação Nacional da Indústria. As vendas reais, horas trabalhadas, emprego e salários apresentaram as maiores taxa em toda a série da CNI, iniciada em 1992.O estudo mostra que o uso da capacidade instalada foi de 81,2% em dezembro, representando queda de 2,2 pontos porcentuais em relação a novembro, mas, quando excluídos os efeitos sazonais, registra-se um crescimento de 82,9% para 83,1%. O uso médio da capacidade em 2004 foi de 82,3%.As vendas reais da indústria cresceram 0,14% em dezembro e 14,29% em 2004. O emprego teve crescimento de 0,34% em dezembro e de 3,49% no ano passado. A massa salarial aumentou 0,46% em dezembro e, no ano, cresceu 9,01%. As horas trabalhadas aumentaram 1,71% em dezembro e 6,21% no ano. Indicadores da indústria (em %) Em relação a novembroEm relação a dezembro de 2003Acumulado no anoVendas Reais0,147,5714,29Pessoal ocupado0,347,153,49Horas trabalhadas1,7112,286,21Salários reais0,4610,669,01

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.