Índice alemão DAX sobe apesar de clima de incerteza na Europa

O alemão DAX <.GDAXI> foi o único grande mercado acionário europeu a fechar em alta nesta segunda-feira, mesmo em maio às incertezas sobre o cessar-fogo na Ucrânia e a votação sobre a independência da Escócia.

SUDI, REUTERS

08 de setembro de 2014 | 14h12

O índice FTSEurofirst 300 <.fteu3>, que reúne os principais papéis do continente, caiu 0,4 por cento, a 1.390 pontos.

O DAX fechou em alta de 0,11 por cento a 9.758 pontos, ainda cerca de 3 por cento abaixo da máxima recorde de 10.050 pontos alcançada no final de junho.

Operadores disseram que o mercado acionário alemão foi sustentado por dados divulgados nesta segunda-feira que mostraram um superávit comercial recorde de 22,2 bilhões de euros (28,72 bilhões de dólares) em julho. Os dados sugeriram que a maior economia da Europa pode se recuperar no terceiro trimestre após uma inesperada contração no segundo.[nL1N0R90M8]

O gerente de investimentos da JNF Capital Ed Smyth disse que o DAX pode voltar aos níveis recordes de mais de 10 mil pontos nos próximos dois meses.

Outros estão mais cautelosos, destacando o conflito na Ucrânia, onde forças de Kiev enfrentam separatistas pró-Rússia, e o possível impacto de sanções da União Europeia contra a Rússia sobre companhias alemãs.

"Estou 'vendido' no DAX, e atento para um recuo", disse o chefe de trading do Central Markets Investment Management, Darren Courtney-Cook.

Em LONDRES, o índice Financial Times <.ftse> recuou 0,3 por cento, a 6.834 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX <.gdax> subiu 0,11 por cento, a 9.758 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 <.fchi> perdeu 0,26 por cento, a 4.474 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib <.ftmib> teve desvalorização de 0,47 por cento, a 21.294 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 <.ibex> registrou queda de 0,42 por cento, a 11.102 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 <.psi20> teve baixa 0,4 por cento, a 6.030 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.