Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Confiança empresarial cai 0,5 ponto em fevereiro ante janeiro, aponta FGV

Índice de Confiança Empresarial (ICE) caiu para 91,1 pontos, menor patamar desde abril de 2021

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2022 | 12h32

RIO - O Índice de Confiança Empresarial (ICE) caiu 0,5 ponto em fevereiro ante janeiro, para 91,1 pontos, menor patamar desde abril de 2021, informou nesta sexta-feira, 25, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o indicador recuou 1,7 ponto no mês, quinta queda consecutiva.

“A confiança empresarial recua novamente em fevereiro ainda sob impacto da ômicron sobre atividades presenciais, dos problemas de abastecimento de insumos em alguns segmentos industriais, da inflação elevada e do aumento recente das taxas de juros. A segunda queda expressiva dos índices que medem o pulso dos negócios no próprio mês da pesquisa sinaliza uma desaceleração da economia no primeiro bimestre do ano. Já as expectativas em relação aos próximos meses pararam de piorar, mas ainda estão longe de refletirem otimismo”, avaliou Aloisio Campelo Júnior, superintendente de Estatísticas Públicas do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial. 

O Índice de Confiança Empresarial reúne os dados das sondagens da Indústria, Serviços, Comércio e Construção. O cálculo leva em conta os pesos proporcionais à participação na economia dos setores investigados, com base em informações extraídas das pesquisas estruturais anuais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a FGV, o objetivo é que o ICE permita uma avaliação mais consistente sobre o ritmo da atividade econômica.

O Índice de Situação Atual Empresarial (ISA-E) caiu 3,2 pontos em fevereiro ante janeiro, para 88,1 pontos. O Índice de Expectativas (IE-E) aumentou 1,9 ponto, para 93,3 pontos.

Entre os grandes setores que integram o ICE, comércio e construção mostraram reação na confiança em fevereiro, sob influência de uma melhora nas expectativas.

A confiança da construção subiu 0,9 ponto em fevereiro ante janeiro, enquanto o comércio aumentou em 2,1 pontos. A confiança dos serviços caiu 2,0 pontos. Já a indústria teve queda de 1,7 ponto.

Em fevereiro, a confiança avançou em 24 dos 49 segmentos integrantes do ICE.

A coleta do Índice de Confiança Empresarial reuniu informações de 3.841 empresas dos quatro setores entre os dias 1 e 23 de fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.