Índice da Fundação Getúlio Vargas mostra deflação

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), calculado pela Fundação Getúlio Vargas, intensificou sua trajetória de desaceleração e teve queda de 0,14% na edição de até 27 de junho. Na edição anterior do índice, de até 22 de junho, o indicador foi negativo em 0,03%. Embora tenha destacado o resultado de deflação do IPC-S, a FGV alertou que, diferente das duas apurações anteriores do índice, a desaceleração de preços no IPC-S não foi generalizada. Das sete classes de despesa que formam o indicador, somente três registraram taxas de variação inferiores às da apuração anterior. Das outras quatro, três mostraram aceleração e uma conservou a variação no período. Segundo a FGV, entre os três grupos que apresentaram desaceleração, os segmentos Alimentação e Transportes intensificaram trajetória de deflação, influenciados respectivamente pelas quedas de preços em hortaliças e legumes e em combustíveis. O primeiro grupo passou de queda de 0,55% para deflação de 0,79%, e o segundo grupo foi de variação negativa de 1,36% para queda de 1,72%. O terceiro grupo a apresentar desaceleração de preços foi Despesas Diversas (que passou de 0,82% para 0,61%). Três grupos apresentaram aceleração de preços no IPC-S de até 27 de junho, em comparação com o indicador de até 22 de junho. É o caso de Habitação (que passou de 0,60% para 0,62%), Vestuário (que passou de 0,91% para 1,05%), Saúde e Cuidados Pessoais (que passou de 0,28% para 0,32%). O grupo Educação, Leitura e Recreação permaneceu com variação inalterada (0,26%). Por produtos, as mais expressivas altas foram registradas nos preços de arroz branco (8,99%), profissionais para reparos de residência (3,35%), leite tipo longa vida (2,20%) e ônibus urbano (2,20%). Desaceleração em dez de 12 capitais Por regiões, o IPC-S registrou desaceleração de preços em 10 das 12 capitais pesquisadas. Entre as dez desacelerações, sete foram deflações. A taxa máxima (0,21%) foi registrada em Florianópolis (SC) e a taxa mínima (queda de 0,67%) foi verificada em Goiânia (GO). O IPC-S é divulgado todas as segundas-feiras às 21h30min, durante o programa Conjuntura Econômica, na Rede Brasil-TVE.

Agencia Estado,

08 Julho 2003 | 09h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.