Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Índice de ações da Europa cai por bancos e commodities

As bolsas de valores da Europa terminaram em queda nesta terça-feira, após dados econômicos dos Estados Unidos decepcionarem investidores. Papéis ligados a commodities e do setor bancário foram os que mais pressionaram o mercado.

REUTERS

11 de agosto de 2009 | 13h26

O índice FSTEurofirst 300, referência das principais ações europeias, caiu 1,31 por cento, para 932 pontos, registrando perdas pelo segundo dia consecutivo depois de atingir o maior patamar de fechamento em mais de nove meses na sexta-feira.

"Nós tivemos uma dupla de dados macroeconômicos que não agradou o mercado. As despesas trabalhistas e a produtividade nos Estados Unidos estão preocupando... elas simplesmente indicam que há restrições enormes ao consumidor, que supostamente deveria nos tirar disso (recessão)", disse Heino Ruland, estrategista da Ruland Research.

"A indústria está apenas reduzindo custos em todo lugar...significa que a demanda final pode não ser forte o suficiente", acrescentou ele.

O segmento bancário registrou as maiores quedas dentro do FSTEurofirst 300. O Natixis afundou 17,7 por cento após o banco BCPE ter informado ao órgão regulador do mercado francês AMF que não planeja retirar as ações do banco da bolsa.

Papéis ligados a commodities apresentaram oscilação negativa, conforme o petróleo recuava 2,4 por cento e o cobre perdia 0,7 por cento em meio a preocupações com a demanda.

A petrolífera BP retrocedeu 0,6 por cento, enquanto Rio Tinto e BHP Billiton caíram 1,6 e 1,5 por cento, respectivamente.

O custo unitário do trabalho nos Estados Unidos, referência para inflação e pressões de lucro monitorado de perto pelo Federal Reserve, encolheu 5,8 por cento, maior declínio desdeo segundo trimestre de 2000. A produtividade do país fora do setor agrícola subiu no segundo trimestre no ritmo mais rápido em seis anos.

Investidores também se mostraram desanimados com a notícia de que os estoques no atacado dos EUA diminuíram 1,7 por cento em junho --décima queda mensal consecutiva--, segundo o Departamento de Comércio.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,08 por cento, a 4.671 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 2,44 por cento, para 5.285 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 1,38 por cento, para 3.456 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib cedeu 1,43 por cento, para 21.268 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 teve desvalorização de 0,83 por cento, a 10.831 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 perdeu 0,15 por cento, a 7.481 pontos.

(Reportagem de Joanne Frearson)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.