Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Índice de ações da Europa fecha na mínima desde 29 de julho

As bolsas de valores da Europa fecharam a segunda-feira no menor patamar em mais de duas semanas, depois de investidores realizarem lucros, preocupados de que o rali recente não seja sustentado pelos dados econômicos.

REUTERS

17 de agosto de 2009 | 13h17

O índice FTSEurofirst 300, principal referência dos mercados europeus, fechou em queda de 2,01 por cento, a 922 pontos, menor patamar de fechamento desde 29 de julho.

O indicador teve ainda a maior queda percentual diária desde 2 de julho.

O setor de bancos exibiu as maiores perdas dos índices. Banco Santander, Barclays, Credit Suisse, HSBC, UBS e UniCredit cederam entre 1,5 e 3,8 por cento.

"O mercado está muito à frente da economia", afirmou Giuseppe-Guido Amato, estrategista da Lang & Schwarz. "Ainda não estamos lá (na recuperação)."

"As únicas coisas boas são a liquidez e o baixo investimento das instituições. Chega um ponto em que elas devem investir", acrescentou.

O principal índice europeu, que desabou 45 por cento em 2008, acumula valorização superior a 42 por cento ante a mínima histórica atingida em 9 de março.

Dados que mostraram na sexta-feira nova deterioração na confiança do consumidor norte-americano ofuscaram relatórios mais otimistas divulgados nesta sessão. O Japão tornou-se o terceiro país do G7 a sair da recessão, após Alemanha e França.

Além disso, o índice do setor manufatureiro do Estado de Nova York foi para o território positivo em agosto, sugerindo crescimento do segmento pela primeira vez desde novembro de 2007.

O Federal Reserve de Nova York informou que o indicador Empire State, que mede as condições industriais da região, subiu para mais 12,08, ante menos 0,55 em julho. Economistas consultados pela Reuters esperava leitura positiva de 3,0.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 1,46 por cento, a 4.645 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 2,02 por cento, para 5.201 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 2,16 por cento, a 3.419 pontos.

Em MILÃO, o índice FTSE/MIB encerrou em baixa de 2,74 por cento, a 20.962 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou recuo de 2,78 por cento, aos 10.598 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve baixa de 1,92 por cento, a 7.489 pontos.

(Reportagem de Brian Gorman)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.