Índice de ações européias interrompe sequência de perdas

O principal índice de ações européiasinterrompeu uma série de cinco baixas consecutivas e fechou emalta nesta terça-feira. O destaque ficou com ações de bancos,depois do abrandamento das preocupações com o créditocorporativo. O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais açõesdas empresas européias, avançou 2,12 por cento, maior altadiária desde 15 de março, a 1.549 pontos. As ações de Royal Bank of Scotland, HSBC, UBS e DeutscheBank estiveram entre as principais influências positivas nodia. O FTSEurofirst acumula baixa de cerca de 5 por cento desdeque atingiu a máxima em seis anos e meio, na metade de julho.Mas ainda registra alta em torno de 4 por cento no ano. "Ainda vemos suporte nos fundamentos, especialmente para asações européias. A economia européia está crescendo fortementee a expansão dos lucros continua maior do que o esperado",disse Dirk Thiels, diretor de fundos globais de ações da KBCAsset Management. O índice iTraxx Crossover, indicador mais acompanhado sobrea confiança em relação ao crédito na Europa, ficou em 410pontos-básicos, 40 pontos a menos do que na segunda-feira. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 2,48por cento, a 6.360 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 1,71 por cento, para7.584 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 1,85 por cento, para 5.751pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em alta de 1,47 porcento, a 31.595 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 2,03por cento, aos 14.802 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve alta de 0,58 por cento, para13.434 pontos. (Por Anshuman Daga)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.