Juros

E-Investidor: Esperado, novo corte da Selic deve acelerar troca da renda fixa por variável

Índice de Bolsas da Ásia dispara e atinge maior patamar em 2 meses

As bolsas de valores da Ásia terminaram em alta nesta segunda-feira, atingindo o maior patamar em dois meses. Moedas de alta rentabilidade avançaram sobre o iene, após detalhes do plano dos Estados Unidos para livrar os bancos de até 1 trilhão de dólares em ativos tóxicos ter estimulado a confiança em investimentos de risco.

KEVIN PLUMBERG, REUTERS

23 de março de 2009 | 08h12

A Casa Branca informou que colocará 100 bilhões de dólares em um fundo de resgate e oferecerá financiamento atraente a investidores privados para que comprem ativos podres dos bancos que estão bloqueando empréstimos e piorando a recessão norte-americana.

Porém, ainda restam dúvidas sobre como os ativos serão precificados.

"Se as autoridades dos Estados Unidos realmente conseguirem comprar até 1 trilhão de dólares em 'ativos tóxicos', isso será considerado um passo significativo para os mercados financeiros. Entretanto, os mercados ficarão frustrados se os programas não continuarem devido a problemas sobre como o valor dos ativos é medido", disse Mamoru Yamazaki, economista-chefe da RBS Securities, em Tóquio.

Pelo menos por enquanto, os investidores consideraram as primeiras informações do plano como um sinal verde para se aventurarem novamente em ativos de risco, diminuindo sua atuação em operações mais seguras como Treasuries.

Moedas que foram vendidas intensamente durante os períodos mais violentos de volatilidade do mercado tiveram um bom desempenho. O euro atingiu a máxima em relação ao iene, quase 132 ienes, depois de comentários feitos pelo presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, ressaltando que a taxa de juro já está em baixo nível e que órgão pode adotar medidas não convencionais para fortalecer o sistema bancário.

O índice Nikkei, de TÓQUIO, fechou em alta de 3,4 por cento, motivado pela firmeza das ações do setor de tecnologia. O indicador alcançou o nível mais alto desde o final de janeiro.

As ações de grandes bancos japoneses também registraram valorização. Mizuho Financial Group avançou 5,3 por cento e Mitsubishi UFJ Financial Group, maior banco do país, ganhou 4,7 por cento. O MUFG informou mais cedo que cortará 1.000 postos de trabalho.

A bolsa de SYDNEY subiu 2,44 por cento, enquanto a de TAIWAN avançou 3,28 por cento e CINGAPURA disparou 4,21 por cento.

O índice de XANGAI apresentou alta de 1,95 por cento. As ações negociadas na bolsa de SEUL subiram 2,44 por cento. Já HONG KONG houve valorização de 4,78 por cento.

Às 8h08 (horário de Brasília), o indicador MSCI que reúne as principais praças da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão ganhava 4,43 por cento, motivado principalmente pelos setores de energia, de finanças e matérias-primas.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.