Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Índice de bolsas da Europa marca 3o mês seguido de ganhos

O principal índice de ações da Europa terminou em alta nesta sexta-feira, com destaque para as ações dos setores de petróleo e mineração, beneficiadas pelo forte avanço dos preços das commodities. Notícias econômicas mistas dos Estados Unidos, contudo, limitaram os ganhos.

REUTERS

29 de maio de 2009 | 13h52

O índice FTSEurofirst 300, referência das principais praças da região, subiu 0,2 por cento, para 862 pontos, segundo dados preliminares.

Na semana, o indicador contabilizou alta de 0,7 por cento, acumulando em maio um ganho de 4,1 por cento, terceiro avanço mensal consecutivo e melhor série de ganhos em dois anos.

"Há uma força que pode durar por mais alguns meses", disse Georgina Taylor, estrategista de ações do Legal & General Investment Management. "Mas, em razão do rali, eu acho que o mercado se tornou mais sensível ao fluxo de notícias."

"A história ainda é a mesma", acrescentou Taylor, "mas os movimentos podem ser menores em magnitude. "Como um todo, os dados estão supreendendo do lado otimista."

As ações dos setores de petróleo e gás estiveram entre os maiores ganhos, influenciadas pela alta do preço da commodity para o maior patamar em seis meses, acima de 66 dólares o barril, em meio ao otimismo econômico.

BG Group disparou 5,1 por cento, enquanto Total, BP, Royal Dutch Shell, Repsol e StatoilHydro tiveram alta de 1,3 a 2,6 por cento.

Do mesmo modo, as mineradoras se fortaleceram seguindo o bom desempenho do cobre e do ouro. O ouro foi impulsionado pelo recuo do dólar, que atingiu a mínima em cinco meses frente a uma cesta com as principais moedas.

Anglo American, Antofagasta, BHP Billiton, Lonmin, Rio Tinto e Xstrata subiram entre 2,4 e 8,1 por cento.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA, que mede a produção total de bens e serviços dentro do país, retraiu 5,7 por cento na taxa anualizada, menos que os 6,1 por cento estimados pelo governo no mês passado, segundo relatório do Departamento de Comércio.

A índice de atividades empresariais no Meio-Oeste dos Estados Unidos caiu em maio muito mais do que o esperado em maio, revertendo um resultado inesperadamente forte no mês anterior.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,69 por cento, a 4.417 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX ganhou 0,16 por cento, para 4.940 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 0,43 por cento, para 3.277 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel retrocedeu 1,09 por cento, a 15.743 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 recuou 0,12 por cento, para 9.424 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 perdeu 0,23 por cento, para 7.223 pontos.

(Reportagem de Brian Gorman)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.