Índice de cheques devolvidos é menor na região Sul

Pesquisa da Telecheque apontou hoje que, no 3º trimestre deste ano, o índice de cheques devolvidos foi de 2,22%, uma queda de 8,2% se comparado ao do mesmo período do ano passado (2,42%). Em relação ao trimestre anterior (2,33%), a queda foi de 4,7%. "Essa queda está associada ao cenário econômico bastante favorável verificado nesse período, com a melhora dos índices de desemprego, o aumento do poder de compra do trabalhador e conseqüente honra das dívidas assumidas pelos consumidores", explica o vice-presidente da Telecheque, José Antônio Praxedes Neto.Os Estados que apresentaram os menores índices de inadimplência foram Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Em Santa Catarina o índice de cheques devolvidos foi de 1,43%, baixa de 15,8% no comparativo com o 3º trimestre de 2003 (1,70%). Em relação ao trimestre anterior não houve variação. Segundo Praxedes, os Estados do Sul têm registrado os menores índices de inadimplência porque na região é verificada uma característica de compras com menores prazos para pagamento e, em geral, os consumidores têm um perfil mais conservador e preferem não assumir risco de endividamento elevado.De todos os Estados pesquisados, o Paraná, além de apresentar o segundo menor índice de cheques devolvidos (1,50%), registrou a maior queda da inadimplência no comparativo com o mesmo período do ano passado (2,30%). A baixa foi de 34,7%. Já comparado ao indicador do trimestre anterior (1,45%) houve alta de 3,4%. No Rio Grande do Sul, o índice de inadimplência no 3º trimestre deste ano (1,77%) foi 1,6% menor em relação ao 3º trimestre de 2003 (1,80%) e inferior 4,8% no comparativo com o trimestre anterior (1,86%).Índices mais altosOs Estados que apresentaram os índices mais altos de inadimplência foram Rio Grande do Norte, Amazonas e Paraíba. No Rio Grande do Norte o índice de inadimplência com cheques foi de 4,04%, alta de 6,30% no comparativo com o 3º trimestre de 2003 (3,83%) e de 25,5% em relação ao 2º trimestre deste ano (3,22%).O Amazonas apresentou índice de cheques devolvidos de 3,18%, inferior 11,60% em relação ao do mesmo período de 2003 (3,60%) e menor 18,5% comparado ao do trimestre anterior (3,98%). Já na Paraíba, o índice de inadimplência, de 3,03%, foi 8,2% maior comparado ao do 3º trimestre do ano passado (2,85%). Em relação ao 2º trimestre deste ano (3,04%) houve queda de apenas 0,3%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.