finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Índice de confiança da zona do euro sobe em maio

O Índice de Sentimento Econômico da zona do euro subiu para 89,4 em maio, de 88,6 em abril, segundo dados da Comissão Europeia. A recuperação da confiança se espalhou pelas cinco principais economias da zona do euro, e avançou mais na Itália e na Holanda. A Eslováquia e a Finlândia foram os únicos membros da zona do euro a registrarem um declínio na confiança.

AE, Agencia Estado

30 de maio de 2013 | 07h57

A Comissão Europeia mostrou em sua pesquisa que a confiança se fortaleceu na maioria dos tipos de negócios. O índice para empresas de manufatura subiu para -13,0, de -13,8, tendo em vista que novas encomendas, incluindo ordens de exportação, melhoraram. Os índices de prestadores de serviços e varejistas também subiram, enquanto os de empresas de serviços financeiros e de construção caíram.

O índice de confiança do consumidor também avançou, uma vez que os trabalhadores se mostraram com menos medo de perder seus empregos, embora eles tenham ficado mais pessimista sobre as perspectivas econômicas ao longo dos próximos 12 meses.

A pesquisa mostrou que a maioria das empresas espera ou aumentar seus preços ou cortá-los de forma menos acentuada nos próximos meses, com exceção do setor manufatureiro. Mas a comissão também indicou que os consumidores esperam que a taxa de inflação caia ao longo dos próximos 12 meses. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
europaconfiança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.