Índice de Confiança do Consumidor sobe 5% em outubro

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) subiu 5% em outubro em relação a setembro, segundo divulgou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira. O resultado é superior ao registrado em setembro ante agosto, quando o indicador registrou alta de 0,5%.A alta de 5% no ICC foi o segundo maior patamar de elevação na série histórica do índice, de acordo com a FGV. Segundo a série histórica, a alta de outubro só não foi maior do que o patamar de elevação de 6,7% do indicador registrado em janeiro de 2006.A FGV informou que houve melhora tanto nas avaliações sobre a situação do mês de setembro quanto nas expectativas em relação aos próximos seis meses. O índice, apurado mensalmente, é composto por cinco quesitos da sondagem. O ICC é dividido em dois indicadores: o Índice de Situação Atual, que subiu 6% em outubro, depois da alta de 0,1% em setembro; e o Índice de Expectativas, que teve aumento de 4,6% em outubro, ante elevação de 0,8% em setembro.Ao detalhar o bom cenário de outubro, a FGV informou que, de setembro para outubro, "a proporção de consumidores que avaliam a situação econômica da cidade em que residem como boa elevou-se de 8,9% para 12,3%; a dos que a julgam ruim reduziu-se de 47,2% para 42,7%."Entre os quesitos que tratam da situação atual da economia, esta foi a maior contribuição para a evolução favorável do ICC neste mês", avaliou a FGV.Sobre a melhora nas perspectivas do consumidor para o futuro, a FGV esclarece que "houve aumento de 12,3% para 14,7% na parcela de informantes que prevêem gastos maiores com compras de bens duráveis nos próximos meses e queda de 35,1% para 30,5% na proporção dos que acham que os gastos serão menores".O levantamento abrange amostra de 2.000 domicílios, em sete capitais, com entrevistas entre os dias 2 e 23 de outubro. Esta é a décima terceira edição do indicador, que é calculado com base nos resultados da pesquisa "Sondagem das Expectativas do Consumidor" desde outubro de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.