Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Índice de Preços ao Consumidor chinês cai 1,5% em abril

Queda é três décimos superior ao registrado em março, quando o IPC caiu 1,2%, mas inferior a 1,6% de fevereiro

Efe,

11 de maio de 2009 | 02h05

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da China caiu 1,5% anualizado em abril, o terceiro retrocesso mensal consecutivo, informou nesta segunda-feira, 11, o Birô Nacional de Estatísticas.

 

A queda é três décimos superior ao registrado em março, quando o IPC caiu 1,2%, mas inferior a 1,6% de fevereiro, que representou a primeira queda desde dezembro do 2002.

 

Os preços dos alimentos - que representam ao redor de um terço da cesta do IPC - caíram 1,3%, enquanto o resto dos produtos fez o mesmo 1,5%.

 

Entre as quedas mais significativas, o preço da carne de porco afundou 28% em abril no gigante asiático, empurrada pelo temor do vírus da gripe suína.

 

Lian Ping, economista-chefe do Banco de Comunicações da China, assegurou que apesar dos três meses consecutivos de quedas nos preços não há presságios de deflação na China e previu que os preços começarão a subir na metade do ano.

 

O objetivo oficial de Pequim para 2009 é conseguir uma inflação de 4%, depois que no ano passado o IPC disparou acima dos 8%.

 

Por sua parte, o Índice de Preços de Produção (IPP) da China, outro dos indicadores da inflação, caiu 6,6% em abril.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaeconomiainflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.