Índice de Preços ao Produtor sobe 0,03%, informa IBGE

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) registrou ligeira alta de 0,03% em março, ante queda de 0,35% em fevereiro (dado revisado ante leitura original de -0,33%), informou, nesta sexta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Até o mês passado o IPP acumula queda de 0,42% no ano, enquanto registra alta de 6,64% nos últimos 12 meses.

DANIELA AMORIM, Agencia Estado

26 de abril de 2013 | 09h38

Na passagem de fevereiro para março, 13 das 23 atividades da indústria de transformação pesquisadas no âmbito do Índice de Preços ao Produtor (IPP) apresentaram aumento de preço. As maiores influências para a ligeira alta de 0,03% do indicador no período vieram das atividades de refino de petróleo e produtos de álcool, com contribuição de 0,11 ponto porcentual; metalurgia, com 0,08 ponto porcentual; e outros produtos químicos, com 0,05 ponto porcentual.

Na direção oposta, evitou um aumento maior o impacto negativo do setor de alimentos, com contribuição de -0,24 ponto porcentual. No IPP de março, a atividade de alimentos registrou deflação de 1,25%. Já os maiores aumentos de preços foram verificados em madeira (1,61%), confecção de artigos do vestuário e acessórios (1,35%) e metalurgia (1,09%).

Tudo o que sabemos sobre:
IPPmarçoIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.