Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Índice de sentimento do consumidor norte-americano é o mais alto em 3 anos

Indicador subiu para 77,5 em fevereiro, segundo a Universidade de Michigan

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

25 de fevereiro de 2011 | 12h17

O índice de sentimento do consumidor norte-americano subiu para 77,5 em fevereiro, segundo o dado final da Thomson Reuters/Universidade de Michigan, de 74,2 em janeiro e da leitura de meados do mês de 75,1. A leitura final de fevereiro é a mais elevada em três anos.

Economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam a manutenção da leitura de 75,1 do meio do mês.

O índice final de fevereiro sobre o sentimento em relação as condições atuais subiu para 86,9, de 86,8 em meados do mês; o índice de expectativas saltou para 71,6, de leitura preliminar de 67,8.

A expectativa para a inflação em um ano é de 3,4%, mesma taxa da pesquisa do meio do mês; para cinco anos, é de 2,9%. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.