Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Índice de Serviços sobe 0,32% na 2ª leitura da Fipe

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulgou nesta quarta-feira, 18, que o Índice Geral de Serviços (IGS) registrou taxa de inflação de 0,32% na capital paulista na segunda quadrissemana de setembro. O resultado ficou abaixo do observado na primeira leitura do mês, quando houve variação positiva de 0,42%.

FLAVIO LEONEL, Agencia Estado

18 de setembro de 2013 | 14h33

A taxa do IGS continua, no entanto, bem mais elevada do que a do tradicional Índice de Preços ao Consumidor (IPC) também da Fipe. Entre a primeira quadrissemana de setembro e a segunda medição do mesmo mês, a inflação captada pelo indicador geral do instituto passou de 0,21% para 0,16%, exatamente a metade do IGS atual.

Tal qual o cenário visto na medição inicial de setembro, a parte principal do grupo Alimentação que tem representado um fator de alívio no IPC não integra o IGS. No IPC, o conjunto de preços contou com queda de 0,49% na segunda quadrissemana de setembro, tendo como destaque a forte variação negativa, de 4,65%, do subgrupo Produtos In Natura. No IGS, só existe a parte de Alimentação Fora do Domicílio, que subiu 0,71% na segunda leitura do mês atual, repetindo o resultado visto no IPC.

Outro fator que pode estar puxando a parte de Serviços para cima é o comportamento de Viagens (Excursão). Na segunda medição de setembro, o item subiu 4,00%, ficou entre os líderes de pressões de alta do IPC e trouxe impacto ainda mais significativo no IGS, em função do peso que possui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.