Índice de tendência futura da economia dos EUA sobe 0,6%

Com alta registrada em agosto, índice manteve uma tendência de elevação por cinco meses consecutivos

Efe,

21 de setembro de 2009 | 15h39

O índice de tendência futura da economia dos Estados Unidos subiu 0,6% em agosto, e com isso manteve uma tendência de alta por cinco meses consecutivos, informou nesta segunda-feira, 21, a firma The Conference Board.

 

Esse índice, que busca oferecer uma visão do comportamento que se espera da economia americana a um prazo de cerca de seis meses, ficou em 102,5 pontos percentuais no mês passado, após avançar 0,9% em julho e 0,8% em junho, segundo dados anteriores revistos pela entidade.

 

Nos últimos seis meses, esse índice subiu 4,4%, afirmou esta entidade privada de análise, em comunicado à imprensa.

 

O subíndice relativo à situação atual da economia não registrou mudanças em agosto a respeito do mês anterior e se manteve em 99,8 pontos, após registrar um avanço de 0,1% em julho e uma queda de 0,4% no mês anterior.

 

Ken Goldstein, economista da firma The Conference Board, disse que a evolução desses dois índices em seu conjunto sugere que a recessão neste país "está chegando ao fundo do poço".

 

"Esses números estão consistentes com a visão de que, após uma queda muito aguda, uma recuperação está muito próxima", disse Goldstein, em comunicado à imprensa, mas acrescentou, no entanto, que "a intensidade e o padrão dessa recuperação são mais incertos".

 

O subíndice que mede a variação de dados econômicos que mudam depois que outros, como ocorre no caso do desemprego, caiu 0,1% em agosto e ficou em 110,2 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
tendência futuraEUAagosto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.