Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Índice europeu de ações cai à mínima em 1 mês

As ações europeias fecharam no menor nível em um mês nesta terça-feira, após dados desanimadores do setor imobiliário dos Estados Unidos agravarem os temores em relação à retomada da maior economia do mundo.

REUTERS

24 de agosto de 2010 | 13h01

O FTSEurofirst 300, principal índice de ações europeu, fechou em baixa de 1,65 por cento, a 1,019.39 pontos, numa sessão em que o giro financeiro foi de cerca de dois terços da média diária nos últimos 90 dias.

Os números divulgados nesta manhã mostraram que as vendas de casas usadas nos Estados Unidos caíram em julho mais do que o esperado pelo mercado, para o menor nível em 15 anos, indicando que a recuperação do país pode estar perdendo força.

"Os mercados estão reagindo mais fortemente do que o normal por causa dos baixos volumes e porque as pessoas estão sem confiança. Há uma desconfiança sobre se a força que temos visto nos últimos dois trimestres vai continuar nos próximos dois," disse Lothar Mentel, chefe da área de investimento da Octopus Investments.

Preocupações econômicas pesaram nas ações de empresas de construção e matérias-primas, com a CRH desabando 16,6 por cento, após a companhia irlandesa alertar que seus lucros vão cair este ano em meio à desaceleração da economia.

Em LONDRES, o índice Financial Times perdeu 1,51 por cento, a 5.155 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX cedeu 1,26 por cento, para 5.935 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve baixa de 1,75 por cento, para 3.491 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em queda de 1,58 por cento, a 19.694 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 1,65 por cento, a 10.052 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve declínio de 0,73 por cento, para 7.321 pontos.

(Reportagem de Harpreet Bhal)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.