Índice europeu de ações fecha com discreta alta

O principal índice europeu de açõesfechou a segunda-feira com discreta alta, interrompendo asequência de perdas da semana passada. O avanço do petróleo deusustentação às ações de energia e a avaliação positiva de umacorretora para a Shire impulsionou os papéis do setorfarmacêutico. A valorização, no entanto, foi ofuscada pela preocupaçãocom o setor financeiro. O UBS recuou 4,4 por cento e o CreditAgricole caiu 4,5 por cento. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300teve leve alta de 0,1 por cento, para 1.223 pontos. Na semanapassada, o indicador recuou 3,5 por cento com a apreensão sobreos bancos, a alta do petróleo e a projeção de alta dos juros. "Nós atingimos níveis de suporte", disse FrançoisChevallier, estrategista da VP Finance, em Paris. A Shire subiu 5,7 por cento depois que o Goldman Sachselevou a recomendação de suas ações de "neutro" para "compra" eas colocou na lista de "compra convicta" para a Europa. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,83por cento, a 5.667 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,17 por cento, para 6.589pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 teve variação positiva de 0,05por cento, a 4.511 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 0,29 porcento, a 23.059 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou oscilação negativa de0,07 por cento, aos 12.403 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve desvalorização de 0,77 porcento, para 9.583 pontos. (Reportagem de Blaise Robinson)

REUTERS

23 de junho de 2008 | 13h00

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.