Índice europeu de ações fecha na mínima desde 20 de março

O principal índice de ações européiasfechou em baixa nesta quarta-feira, derrubado pela preocupaçãocom o setor financeiro e pela alta do petróleo, que alimenta otemor de mais inflação e menos crescimento. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300caiu 1,57 por cento, para 1.251 pontos --menor nível defechamento desde 20 de março. O Royal Bank of Scotland recuou 9,0 por cento após afirmarque seus resultados serão afetados pelo impacto da crise globalde crédito, ainda que o desempenho e as baixas contábeis deativos de risco tenham ficado em linha com as estimativasanteriores. O índice europeu do setor de bancos DJ Stoxx recuou 2,8 porcento. O desempenho foi afetado também pela concessorabritânica de hipotecas HBOS, que caiu 11,6 por cento. "A crise financeira não acabou; pode haver efeitossecundários com novas perdas bilionárias em euros", disseramgestores de fundo da norueguesa Skagen Funds em relatório. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de1,78 por cento, a 5.723 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,78 por cento, para 6.650pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 2,1 por cento, a 4.660pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 1,83 porcento, a 23.828 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou perda de 1,34 porcento, para 12.584 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve queda de 1,12 por cento, aos10.088 pontos. (Reportagem de Peter Starck)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.