carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Índice europeu de ações supera nível pré-crise

FTSEurofirst 300, dos principais papéis do continente, fechou ontem aos 1.133,43 pontos, o mais alto nível desde setembro de 2008

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2010 | 00h00

O principal índice das ações europeias se recuperou de 27 meses de crise financeira e, ontem, atingiu pela primeira vez nível superior ao do dia anterior à quebra do Lehman Brothers, em setembro de 2008.

O colapso do banco americano fez eclodir a pior crise financeira em 70 anos. Um dos impactos foi sentido exatamente nas bolsa de valores, com as ações despencando.

Os números da "Era Lehman Brothers" voltaram a aparecer. Na Europa, a recuperação da economia ainda não voltou a um patamar desejado e existem mais incertezas do que garantias. Mas, no mercado financeiro, a alta já é uma constatação. O índice FTSEurofirst 300, que mede o comportamento dos principais papéis do continente, fechou ontem em alta de 0,7%, aos 1.133,43 pontos, o mais alto desde setembro de 2008.

O fim da recessão no Reino Unido, França e Alemanha contribuíram para o bom momento nas bolsas. Mas as incertezas fazem com que essa expansão nos valores das ações ainda não seja traduzido em ganhos no Produto Interno Bruto (PIB) dos países. Ontem, o que contribuiu para a alta nas bolsas foi, ironicamente, o rigoroso inverno que está criando problemas para comerciantes e empresas aéreas.

A queda nas temperaturas e o inverno rigoroso fizeram com que as ações do setor de commodities, minérios e, principalmente energia, subissem. As ações de GDF Suez, Iberdrola, National Grid e Endesa subiram ontem de 2% a 3,5%.

Desde março de 2009, quando atingiu seu ponto mais baixo, as bolsas europeias somam uma alta de 75%.

"Os mercados podem estar dizendo que os problemas de dívida na zona do euro não são uma questão soberana agora, mas uma questão sistêmica", disse Richard Batty, estrategista da Standard Life Investments, em Edinburgh.

Em Londres, a bolsa fechou em alta de 0,34%; em Frankfurt, 0,52%; e em Paris, 0,46%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.