Índice fecha na máxima em uma semana

O principal índice das ações europeias fechou na máxima em uma semana nesta quarta-feira, depois que fortes balanços impulsionaram ações dos setores automobilístico e de tecnologia. Analistas avaliam que o mercado deve registrar mais ganhos devido aos preços atrativos e à melhora no quadro econômico.

REUTERS

20 de abril de 2011 | 15h02

O FTSEurofirst 300 subiu 1,7 por cento, aos 1.136 pontos, maior patamar desde 11 de abril.

Uma forte queda no índice de volatilidade Euro STOXX 50, principal termômetro europeu do nervosismo do investidor, para a mínima em 40 meses sinalizou melhora no apetite por risco. Profissionais, no entanto, disseram que a crise de dívida na zona do euro permanece no radar e pode limitar os ganhos.

"O ciclo econômico ainda conduz a um crescimento nos lucros corporativos, e a temporada de balanços está mostrando que isso está valendo", afirmou Ian Richards, estrategista de ações europeias do RBS.

"Por ora, investidores preferem se concentrar no cenário central de um robusto crescimento global, mais progresso nos lucros corporativos, preços baratos e bases para alocação de ativos."

Papéis do setor automotivo encabeçaram a lista de ganhadores. As ações da PSA Peugeot Citroen saltaram 4,7 por cento, depois de a montadora divulgar uma receita que superou as expectativas. O índice STOXX Europe 600 Automobiles & Parts subiu 3,9 por cento, ao passo que a Fiat avançou 4,6 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 2,13 por cento, a 6.022 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 2,98 por cento, para 7.249 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 2,46 por cento, a 4.004 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,19 por cento, para 21.502 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 1,53 por cento, a 10.535 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 0,36 por cento, para 7.613 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.