Índice fecha no menor nível desde setembro

O principal índice das ações europeias caiu ao menor nível em quase nove meses nesta terça-feira, com os bancos afetados pelo aumento das taxas de juros interbancários diante da preocupação de que novas medidas fiscais na Europa afetem o crescimento.

REUTERS

25 de maio de 2010 | 14h56

O índice FTSEurofirst 300 recuou 2,4 por cento, para 949 pontos. É o menor patamar desde setembro.

Entre os bancos, Santander, BBVA, Credit Agricole, Lloyds, Société Générale e UniCredit perderam entre 3,9 e 8,9 por cento.

"O que está guiando os mercados de forma tão ruim no momento é a preocupação com o risco bancário na Europa, com o foco nos bancos espanhóis após a reestruturação do CajaSur", disse Bob Parker, vice-presidente de gestão de ativos do Credit Suisse.

O nervosismo no mercado era reforçado pelas tensões na península coreana, depois que o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-il, ordenou que as tropas fiquem em alerta para combate.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 2,5 por cento, a 4.940 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX perdeu 2,3 por cento, para 5.670 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 2,9 por cento, para 3.331 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em baixa de 3,4 por cento, a 18.382 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou declínio de 3,1 por cento, para 9.004 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 recuou 2,75 por cento, para 6.632 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.