Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Índice mostra que EUA ainda não estão em recessão

O economista Ken Goldstein, do instituto privado americano Conference Board, disse que embora o índice de indicadores antecedentes nos EUA - que aponta para as atividades futuras - tenha declinado em janeiro, o índice coincidente, que mede onde a economia está no momento continua baixo, mas estável. "O índice coincidente é um indicador melhor do que (o Produto Interno Bruto) de onde estamos agora", disse Goldstein. "Uma vez que o índice ainda está mostrando uma variação positiva em janeiro, então a economia americana não está em recessão."No entanto, ele disse que a mudança no índice antecedente, incluindo a duração, intensidade e dispersão entre os mercados, sugere que o crescimento fraco continuará à frente. O índice antecedente tem declinado desde seu pico atingido em julho de 2007 e a fragilidade dos indicadores tem se tornado mais abrangente. "Tomados em conjunto, os índices compostos sugerem o aumento dos riscos de mais fraquezas econômicas", disse Goldstein. Sugerem também que o crescimento econômico lento deve continuar no curto prazo. O índice tem base 100 em 1996.O Conference Board informou hoje que o índice composto dos indicadores antecedentes caiu 0,1% em janeiro, para 135,8, após cair 0,1% em dezembro, 0,4% em novembro e 0,6% em outubro. O índice composto dos indicadores coincidentes subiu 0,1% para 125,2 em janeiro, após alta de 0,1% em dezembro. O índice de indicadores passados ficou inalterado em janeiro, em 130,7, após subir 0,2% no mês anterior. O Conference Board é um grupo de pesquisa não lucrativo formado por empresas, que computa os índices compostos a partir de dados do Departamento do Comércio dos EUA. As informações são da agência Dow Jones.

REGINA CARDEAL, Agencia Estado

21 de fevereiro de 2008 | 12h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.