Índice Nacional de Atividade nos EUA atinge maior nível desde dezembro de 2006

Indicador sobe para 0,29 em abril, apesar da retração dos números sobre o consumo e o setor imobiliário

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

24 de maio de 2010 | 10h11

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) de Chicago informou que o Índice Nacional de Atividade subiu ao seu nível mais elevado desde dezembro de 2006, apesar da retração contínua dos números sobre o consumo e o setor imobiliário. O índice subiu de 0,13 em março para 0,29 em abril.

Já a média móvel do indicador nos últimos três meses avançou -0,09 em março para -0,03 em abril. Os indicadores de produção continuaram movendo o índice para o território positivo, enquanto os indicadores de vendas, encomendas e estoques recuaram levemente em relação a março. Os indicadores de emprego firmaram-se moderadamente.

Os indicadores de consumo e imobiliário seguiram como os mais fracos nas quatro categorias pesquisadas pelo Fed de Chicago e o subíndice recuou um pouco em abril relação a março, uma vez que as permissões para construção caíram. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
atividadeEUAíndiceconsumoimóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.