Índice tem máxima em 1 semana por notícias de Dubai

As bolsas de valores da Europa tiveram a terceira alta seguida nesta segunda-feira, fechando na máxima em uma semana, sustentadas pelo avanço de ações do setor financeiro depois que Abu Dhabi ofereceu uma surpreendente ajuda de 10 bilhões de dólares ao atribulado conglomerado Dubai World.

REUTERS

14 de dezembro de 2009 | 15h22

O índice FTSEurofirst 300, que mede a oscilação dos principais papéis do continente, apreciou-se 0,69 por cento, a 1.017 pontos, maior patamar desde 7 de dezembro. O indicador acumula valorização de 22 por cento neste ano e de 57 por cento desde que tocou a mínima recorde no início de março.

O setor bancário esteve entre os de melhor desempenho, com Standard Chartered, HSBC, Barclays, Royal Bank of Scotland, BNP Paribas, Société Générale, Crédit Agricole e Deutsche Bank avançando entre 0,9 e 4,1 por cento.

"Com certeza a notícia de Dubai está ajudando o setor bancário. Basicamente é algo que traz alguma tranquilidade ao setor, que tem mostrado desempenho abaixo da média do mercado nas últimas semanas", disse Gerhard Schwarz estrategista-chefe de ações globais do UniCredit, em Munique.

"A confiança ainda está comedida porque muitos investidores estão bastante cautelosos com o que ainda pode dar errado no mundo."

O emirado de Dubai informou que 4,1 bilhões de dólares do dinheiro recebido de Abu Dhabi foi alocado para que a incoporadora Nakheel honre o vencimento de sua dívida nesta segunda-feira.

O restante do financiamento será usado para ajudar a estatal Dubai World, que pediu a credores que concordassem com um processo de reestruturação de 26 bilhões de dólares em dívidas até o final de abril de 2010, informou o governo de Dubai em comunicado.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 1,02 por cento, a 5.315 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,8 por cento, para 5.802 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,7 por cento, a 3.830 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,07 por cento, para 22.652 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 0,77 por cento, a 11.705 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 0,75 por cento, para 8.245 pontos.

(Por Atul Prakash)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.