‘Indignados’ vão às ruas celebrar dois anos de luta contra a austeridade

 Movimento fez dezenas de protestos em diversas cidades espanholas para pedir o fim do desemprego

12 de maio de 2013 | 17h12

 

 MADRI - Milhares de manifestantes saíram às ruas para marcar o segundo aniversário do movimento dos indignados, formado para protestar contra a crise na Europa e as políticas de austeridade.

O grupo promoveu uma assembléia na Porta do Sol, em Madri, e depois seguiu em passeata pelas ruas centrais. Protestos semelhantes foram promovidos em cerca de 30 cidades da Espanha neste domingo, 12.

O protesto faz parte da série de ações denominadas 'Maio global', e foi desenvolvida com o lema 'da indignação à rebelião: escrache o sistema". O desemprego na Espanha chegou este ano a 27% da população economicamente ativa.

O grupo promete novas manifestações contra os cortes de investimento do governo e a falta de iniciativas para reviver a 'economia moribunda' da Espanha. Eles tentam rearticular o movimento 'ocupa', que inspirou protestos semelhantes em vários países.

As manifestações de ocupação surgiram após a primeira grande manifestação dos indignados contra a crise na Espanha, há dois anos. Protestos de ocupação também foram realizados no Brasil, mas com baixa adesão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.