coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Índios ameaçam cortar exportações de gás boliviano para o Brasil

Índios guaranis ameaçaram nesta segunda-feira cortar as exportações de gás boliviano para o Brasil. Eles ameaçaram ocupar as reservas de petróleo e gás região de Chaco, controladas pela joint venture Transierra (composta pela brasileira Petrobras, a espanhola Repsol e a francesa Total)."Iremos ocupar hoje os campos de produção e paralisar todas as atividades e suspender as exportações para o Brasil", afirmou Wilson Changaray, líder da Assembléia do Povo Guarani, à rádio Fides.Segundo a Reuters, o gerente comercial da Transierra, Jorge Boland, disse que os suprimentos estavam normais. Os índios afirmam que a Transierra não cumpriu a promessa de investir US$ 9 milhões em projetos de desenvolvimento na área. A empresa, porém divulgou que pretende investir a quantia ao longo de 20 anos, e não apenas de uma só vez, como querem os guaranis.De acordo com a Reuters, a Transierra está tentando agendar um encontro com os índios para esta terça ou quarta-feira. Os índios da APG já haviam ocupado, há cerca de dez dias, uma estação de controle do gasoduto de Transierra.O Brasil importa cerca de 26 milhões de metros cúbicos de gás por dias da Bolívia, o que representa aproximadamente metade do que o País consome.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.