carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Indústria brasileira deve construir 80 navios em 5 anos

O Ministério dos Transportes prevê crescimento na indústria naval com a construção de 80 navios, nos próximos cinco anos. De acordo com balanço divulgado esta semana pelo Ministério, R$ 716 milhões foram liberados durante este ano. Nos dois anos do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foram investidos R$ 1,3 bilhão na construção naval, sendo R$ 614 milhões em 2003. O secretário de Fomento para Ações de Transportes, Sérgio Bacci, informou que a arrecadação do setor também foi recorde em 2004, alcançando R$ 1,1 bilhão, com o recolhimento do Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante (AFRMM), cobrado nas operações de descarregamento de embarcações nos portos brasileiros."Conseguimos sair do marasmo dos últimos anos. Quando assumimos, o setor de construção naval contava com 12 mil funcionários, hoje são 30 mil", disse o secretário por meio de uma nota à imprensa. Em 2003 e 2004, de acordo com o balanço, foram construídos navios de médio e pequeno porte e, em 2005, serão retomadas as construções dos grandes navios.Do total de recursos liberados, 60% foram para estaleiros localizados no Estado do Rio de Janeiro, 30% para estaleiros em Santa Catarina, 5% para São Paulo e outros 5% para estaleiros de Manaus e Belém. Em 2004, 23 embarcações foram praticamente concluídas e 38 foram entregues. No próximo ano, serão 25 concluídas e 48 entregues. O crescimento da arrecadação - cerca de 50% a mais que em 2003 -, está vinculado, segundo o Ministério, ao aumento das importações e à informatização do sistema de recolhimento da contribuição.Está aprovada para 2005 a construção de cinco navios de apoio a plataformas de petróleo (off-shore), dez balsas-tanque, cinco empurradores e cinco embarcações. Além do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Banco da Amazônia, Banco do Nordeste e Banco do Brasil também atuarão como agentes financeiros do Fundo da Marinha Mercante.O Ministério pretende estimular os investidores no próximo ano com o seguro garantia, criado para diminuir o valor empenhado por estaleiros e armadores durante a construção de embarcações.

Agencia Estado,

24 de dezembro de 2004 | 13h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.