Indústria brasileira pode ser carro-chefe da AL, diz Lula

Presidente comemora o crescimento do PIB do País no 1 º tri, mas alerta para os riscos da volta da inflação

Elizabeth Lopes, de O Estado de S. Paulo,

10 de junho de 2008 | 15h15

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou nesta terça-feira, 10, o crescimento do PIB brasileiro no primeiro trimestre do ano, destacando que a indústria brasileira poderá "ser o carro-chefe, o dínamo do desenvolvimento da América Latina". Apesar da comemoração, ele voltou a alertar para os riscos da volta da inflação. "Não podemos permitir que a inflação volte e que a demanda cresça exageradamente além da oferta, sem que haja uma combinação", afirmou Lula, após participar da inauguração da 15ª Feira Hospitalar, em São Paulo.   Veja também: Mercado vê PIB em leve desaceleração A medida do crescimento do País  Entenda a crise dos alimentos    Investimento bate recorde e PIB cresce 5,8% em 12 meses   Na avaliação do presidente, é prazeroso acompanhar o crescimento da economia brasileira, sabendo que isso está ocorrendo de forma sustentada. "Sabemos quais os setores da economia estão crescendo", disse, citando as áreas da construção civil, indústria naval, indústria petroquímica e agropecuária, dentre outras. Apesar da citação, Lula frisou: "não devemos achar que tudo está resolvido, o Brasil teve muitos sobressaltos e precisamos manter o equilíbrio da economia, crescendo num ritmo de 4% a 5,5% ao ano".   Ainda sobre os números do PIB, Lula disse que eles são alentadores. "Estou convencido de que vamos manter isso por muitos e muitos anos, basta não perder o bom senso", destacou. O presidente reiterou os esforços necessários para o equilíbrio da oferta e demanda para que a inflação não volte a assolar a economia.   Lula falou, mais uma vez, do seu desejo de que o País cresça ainda mais. "E não apenas o vôo de galinha que estávamos acostumados a ver na economia brasileira." O presidente ainda destacou que os bons resultados da economia podem levar o País a ter assento permanente no G-8, fórum no qual o Brasil participa apenas como convidado.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.