Indústria de base não vê retomada do crescimento

O entusiasmo do governo com os resultados da balança comercial no mês passado, que indicariam a recuperação da atividade econômica, não é compartilhado pelo presidente da Abdib (Associação Brasileira de Infra-estrutura e Indústrias de Base), José Augusto Marques. Ele disse que o crescimento de 30,9% da importações de bens de capital em outubro, em relação ao mesmo mês de 2002, não reflete a situação das empresas nacionais. "O setor de bens de capital continua parado", disse. "O que indica recuperação é investimento direto em projetos de infra-estrutura."Segundo ele, as importações se concentram em equipamentos menores que têm utilização industrial mais diversificada. "No caso de bens de capital para infra-estrutura, o desempenho não depende mais ou menos de importação, já que as empresas nacionais têm capacidade de suprir essa demanda", afirmou. A recuperação do setor, de acordo com o presidente da Abdib, depende essencialmente do investimento, que "ainda está paralisado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.