''''Indústria de jogos virou linha de produção''''

Entrevista[br]Nolan Bushnell: fundador da Atari[br]Bushnell, um dos pioneiros dos videogames, diz que há quase uma obsessão com violência nos jogos produzidos hoje

Entrevista com

O Estadao de S.Paulo

27 de outubro de 2007 | 00h00

O americano Nolan Bushnell é um dos precursores de uma indústria que hoje movimenta bilhões de dólares no mundo todo - a de videogames. Ao lado do amigo Ted Tabney, ele fundou em 1972 a Atari, que já começou com um jogo de enorme sucesso, o Pong. O jogo, uma espécie de partida de tênis, consistia em rebater uma bola (quadrada) de um lado para outro de uma tela utilizando um retângulo, e foi um enorme sucesso. Em 1976, a Atari foi vendida para a Warner Communications, mas Bushnell permaneceu na empresa e ajudou no lançamento, em 1977, de seu maior sucesso, o Atari 2600, videogame que usava cartuchos com jogos que se tornaram símbolos de uma geração, como o Space Invaders. Bushnell saiu da Atari em 1978, por discordar dos rumos da companhia. Em 1984, a Atari, sem conseguir acompanhar os rumos que o mercado de videogames vinha tomando, quebrou. Foi dividida em três partes e vendida a outras empresas. A seguir, os principais trechos da entrevista de Bushnell:Quando foi a última vez que você ficou chapado?Ih, rapaz. Foi provavelmente em 1977. Eu não era um grande usuário aliás, era só em festas.Circulam lendas sobre pessoas nas linhas de montagem da Atari, no começo, quando vocês vendiam as primeiras máquinas Pong, fumando maconha. Elas são verdadeiras, ou não?Na verdade, não. Tínhamos música de rock na linha de montagem. Mas não permitíamos o uso de nenhuma droga enquanto as pessoas estavam trabalhando. As pessoas provavelmente violavam isso de vez em quando. Mas não fazia parte de nossa cultura corporativa. A ética da Atari era ''''trabalhar duro e jogar duro - e manter as duas coisas bem separadas.''''Hoje, a indústria de videogames é um negócio multibilionário, com uma porção de ternos e gravatas envolvidos. Você acha que fazer videogames perdeu parte da alegria que tinha nos últimos 35 anos?Agora, várias criadoras de jogos são muito corporativas e quase do tipo linha de produção. Mas muitos estúdios pequenos ainda são ótimos lugares para se trabalhar, com oficinas de 12 ou 20 pessoas. As grandes empresas... trabalhar lá é como ser um trabalhador da produção na GM.Você continua acompanhando o setor?Estou bem no meio! Mas sempre tento fazer alguma coisa que ninguém fez.O começo da Atari foi o berço da indústria de videogames?Perfeitamente.E Ralph Baer com o Magnavox Odissey, o primeiro console de jogo para sala de estar, que foi vendido antes de a primeira máquina Pong ser instalada?A Atari já estava no ramo muito antes do Magnavox aparecer. Nós fizemos Computer Space antes do Magnavox. A Atari teve um sucesso após o outro, e o Magnavox só teve um jogo analógico que não foi muito bem recebido. Ele simplesmente não era divertido. Ralph Baer gosta de pensar que ele inventou o Pong, mas ele inventou o Magnavox, que é um jogo completamente diferente.Por que você saiu da Atari, a companhia que criou, no auge do sucesso?A gestão da Atari sob a Warner estava cada vez mais sufocante. Eu tinha a Chuck E. Cheese (rede de restaurantes) operando na mesma época e simplesmente decidi que era um empreendedor e não um cara corporativo. A Atari havia mudado de empresa baseada em engenharia para uma baseada em marketing. A inovação secou e morreu - e eles fracassaram.A Chuck E. Cheese é uma cadeia de restaurantes que combina pizza com videogames...Eu estava criando entretenimento - a casa de pizza era apenas o mecanismo de entrega. A parte de restaurante era toda feita por meu pessoal. Eu me concentrava na coisa da diversão.Você às vezes olha para trás e pensa que devia ter ficado no ramo dos jogos?Eu decididamente lamento ter vendido a Atari. Achei que a Warner ia ser uma força útil e não destrutiva para o desenvolvimento de videogames. Estava errado.Steve Jobs (co-fundador da Apple) trabalhava para a Atari.Sim, ele estava na seção de engenharia. Ele fez Breakout, um de meus jogos favoritos. Eu criei o conceito original, e ele o executou, junto com Steve Wozniak (o outro fundador da Apple).Você se orgulha do que a indústria de jogos se tornou?Há partes da indústria que não me agradam. A obsessão com violência é uma coisa que eu preferia que não existisse tanto. Os jogos sociais que estou fazendo são preferíveis para mim. Acho que Grand Theft Auto é um jogo horrível. É o mais perto da pornografia que o ramo de jogos poderia chegar. Mas existem alguns sinais brilhantes, jogos educacionais e divertidos que são fascinantes e fazem pensar.Você ainda joga?Nesse momento estou jogando mais Wii do que qualquer outro. Posso dar algumas bicadas em Guitar Hero e na verdade não sou ruim em Dance Dance Revolution. Também tentei Halo, mas sou espancado tão rapidamente que não tem graça. Você precisa compreender que eu tive cinco filhos e três filhas, e tinha de mantê-los todos alegres.Você não receia que eles possam se tornar violentos ou viciados em jogos?Tenho de usar uma certa dose de limitação. Meu filho de 13 anos ficaria jogando manhã, tarde e noite se eu deixasse. Você precisa estabelecer algum um limite. Precisa pelo menos tirar o pijama e sair para a rua de vez em quando.No que está trabalhando agora?Uma rede de restaurantes chamada uWink, cujas lojas têm dispositivos com telas sensíveis ao toque nas mesas. Todas as paredes são mídia. Há jogos que são criados para grupos e podem ser jogados de um restaurante para outro. É um restaurante centrado em mídia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.