Indústria de máquinas e equipamentos sofre recuo de 6,4% no faturamento

Queda de junho em relação a maio reflete estimativa pessimista para todo o ano, de tombo entre 5% e 8% 

Guilherme Waltenberg, da Agência Estado,

31 de julho de 2013 | 14h52

SÃO PAULO - A indústria de máquinas e equipamentos fechou o mês de junho com faturamento bruto real de R$ 6,797 bilhões, o que representa uma queda de 6,4% ante maio. Os dados foram divulgados há pouco pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Esta foi a primeira queda mensal registrada neste ano, aponta a entidade.

Na comparação com junho de 2012, o faturamento bruto real registrou recuo de 12,2%. Segundo a entidade, nos primeiros seis meses de 2013, o setor faturou R$ 37,727 bilhões, o que representa uma baixa de 8,2% ante igual período do ano passado.

A previsão revisada para todo o ano de 2013, de acordo com o presidente executivo da entidade, José Veloso Dias Cardoso, é de queda entre 5% e 8% no faturamento bruto. Há cerca de dois meses, a Abimaq trabalhava com a expectativa de um resultado positivo para este ano, embora não tivesse um número fechado.

O consumo aparente de máquinas e equipamentos atingiu R$ 10,79 bilhões em junho, uma alta de 6,1% ante maio. Em relação a junho de 2012, houve um crescimento de 8%. Nos seis primeiros meses deste ano, o consumo aparente totalizou R$ 58,27 bilhões, alta de 3,5% em relação a igual período de 2012. Segundo a entidade, se for eliminado o efeito cambial, o resultado torna-se negativo em 1,5% com relação a 2012.

As exportações somaram US$ 1,086 bilhão em junho, alta de 4,7% ante maio e recuo de 0,5% ante o mesmo mês do ano passado. Já as importações totalizaram US$ 2,959 bilhões no mês passado, alta de 11,7% ante maio e de 23,9% ante junho de 2012.

No acumulado do ano, até junho, as exportações totalizaram US$ 5,530 bilhões, com baixa de 13,7% ante o mesmo período do ano passado, enquanto as importações alcançaram US$ 16,173 bilhões, que corresponde a um avanço de 4,9%.

O déficit comercial do setor apresentou alta de 16,2% de maio para junho, para US$ 1,874 bilhão. Ante junho de 2012, o resultado representava uma alta de 44,5%. No acumulado do ano, o déficit chegou a US$ 10,643 bilhões, elevação de 18,2% em relação a igual período do ano passado.

Os dados da Abimaq mostram ainda que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor fechou o mês de junho em 73,9%, 0,3% inferior ao resultado de maio, que foi de 73,97%. Em junho, o setor somou 259.899 empregados, queda de 0,1% na força de trabalho em relação ao mês anterior. Em relação a junho de 2012, o número representa avanço de 1,3%.

Tudo o que sabemos sobre:
industriaabimaq

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.