carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Indústria de SP cresce e uso da capacidade tem recorde

A atividade da indústria de São Paulocresceu em ritmo menor em julho, mas ainda não mostrou aacomodação que se prevê para esta segunda metade do ano. Aomesmo tempo, o uso da capacidade instalada atingiu recorde dealta, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelaFederação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). A entidade, no entanto, optou por minimizar eventuaispressões inflacionárias que possam ser lidas nos dados, dizendoque a inflação atual no Brasil vem mais das commodities do queda demanda interna e que as empresas têm formas de aumentar suaoferta no curto prazo, como mais turnos. A atividade cresceu 1,4 por cento em julho ante junho, deacordo com dados ajustados sazonalmente. Sem ajusteROMSJ4;RBCNEGOCIOS-RESUMOResumo Negócios ReutersF EUA revisam crescimento do 2o tri para 3,3% WASHINGTON (Reuters) - A economia dos Estados Unidoscresceu no segundo trimestre a uma taxa mais forte do que ocalculado anteriormente, de 3,3 por cento em termos anuais, comos gastos do consumidor e as exportações mostrando mais vigordo que o esperado, segundo relatório do governo divulgado nestaquinta-feira. Lula: Petrobras terá ainda mais importância com pré-sal BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silvadeclarou nesta quinta-feira que a Petrobras se beneficiará daexploração de petróleo da camada pré-sal, ganhando maiorimportância no cenário mundial. Indústria de SP cresce e uso da capacidade tem recorde SÃO PAULO (Reuters) - A atividade da indústria de São Paulocresceu em ritmo menor em julho, mas ainda não mostrou aacomodação que se prevê para esta segunda metade do ano. Aomesmo tempo, o uso da capacidade instalada atingiu recorde dealta, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelaFederação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Petrobras retira empregados do Golfo mas produção continua RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras decidiu retirar seisempregados não essenciais de uma plataforma no Golfo do México,temendo a aproximação da tempestade Gustav, que ameaça setransformar em furacão. Dados dos EUA e queda do petróleo impulsionam bolsaseuropéias LONDRES (Reuters) - As ações européias fecharam em altanesta quinta-feira, estimuladas pelos ganhos de açõesfinanceiras, à medida que o crescimento surpreendente dosEstados Unidos no segundo trimestre e a queda dos pedidos deauxílio-desemprego despertaram otimismo sobre a economia. ENTREVISTA-AIE está pronta para liberar estoques portempestade PARIS (Reuters) - A Agência Internacional de Energia (AIE)está pronta para liberar estoques estratégicos de petróleo se atempestade tropical Gustav atingir o Golfo do México na próximasemana, afirmou o órgão na quinta-feira. Mantega vê inflação em bom rumo, mas ainda acima dodesejável BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Guido Mantega,avaliou nesta quinta-feira que, apesar da desaceleração recenteda inflação, 'ainda estamos acima dos patamares desejáveis'. Demanda aquecida mantém confiança da indústria do país emalta SÃO PAULO (Reuters) - A indústria brasileira continuatraçando um quadro favorável para o setor, graças à fortedemanda interna, mostraram dados divulgados nesta quinta-feira. Toyota corta previsão para 2009 e acelera produção deelétricos TÓQUIO (Reuters) - A Toyota Motor cortou sua previsão devendas de veículos para 2009 em quase 7 por cento, à medida quepreços de combustíveis afetam a demanda por carros grandes epickups, e disse que irá acelerar o lançamento de carroshíbridos e elétricos, considerando que a popularidade dessesmodelos está em alta. Lucro do Credit Agricole cai 94% no 2o trimestre PARIS (Reuters) - O Credit Agricole, maior banco francês devarejo, divulgou uma queda de 94 por cento no lucro do segundotrimestre nesta quinta-feira, com o resultado atingido por umprejuízo esperado em sua divisão de banco de investimentoCalyon. NEGOCIOS-MACRO-ALEMANHA-DESEMPREGO-POL [agosto 28, 2008, houve alta de 2,8 por cento no nível da atividade. Frente ajulho do ano passado, o avanço foi de 9,4 por cento. "Se não é o mesmo vigor de junho (+3,4 por cento comajuste), é ainda um retrato positivo e expressivo da indústriae vem se somar a uma série que mostra o bom desempenho dosetor, contrariando nossa expectativa de uma acomodação commaior vigor", disse Paulo Francini, diretor econômico da Fiesp. O nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) naindústria do Estado, com ajuste sazonal, totalizou 84,0 porcento em julho, comparado a 83,7 por cento em junho e a 82,7por cento em julho de 2007. É o maior valor da série histórica,iniciada em 2001. "A Nuci gorda é uma boa notícia para nós... A indústria temcomo aumentar sua produção, aumentando os turnos de trabalho ereduzindo gargalos, coisas que se faz no curto prazo", afirmouFrancini. Os setores com maior uso da capacidade são Coque, refino depetróleo, combustíveis nucleares e produção de álcool,Metalúrgica básica e Veículos automotores. ANO De janeiro a julho, a atividade da indústria cresceu 8,9por cento, segundo informou a Fiesp. Esse índice devedesacelerar, na previsão de Francini, para algo entre 6 e 6,5por cento no fechamento de 2008. Entre os fatores de desaceleração estão o aumento dosjuros, a alta da inflação --que reduz a demanda--, oarrefecimento econômico internacional e uma base mais forte decomparação em 2007. No ano passado, a atividade cresceu 6,3 porcento. Na comparação entre setores, o destaque de julho foiCelulose, papel e produtos de papel, com expansão de 4,3 porcento na comparação mensal, com ajuste, estimulado por bonspreços nos mercados internacionais. Seguiu-se o segmento de Edição, impressão e reprodução degravações, com alta de 5,3 por cento, apoiado pelo anoeleitoral. As vendas reais da indústria tiveram variação positiva de0,1 por cento em julho ante junho, sem ajuste sazonal, e altade 11,0 por cento na comparação anual. (Edição de Renato Andrade)

VANESSA STELZER, REUTERS

28 de agosto de 2008 | 13h58

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBRINAATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.