Indústria de transformação demitiu mais em julho

Na comparação com julho do ano passado, o nível de emprego no setor acumula queda de 1,6%

Francisco Carlos de Assis, da Agência Estado,

29 de agosto de 2012 | 12h30

A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), divulgada nesta quarta-feira, 29, pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), revela que a indústria de transformação, com 39 mil desligamentos, foi o setor que mais demitiu nas sete regiões metropolitanas analisadas em julho. Na comparação com julho do ano passado, o nível de emprego na indústria de transformação acumula queda de 1,6%. Em relação a junho, a queda foi de 1,3%.

O setor de comércio, que inclui a reparação de veículos automotores e motocicletas, reduziu seu quadro de funcionários em 0,5% na passagem de junho para julho, com o fechamento de 17 mil postos de trabalho.

Em contrapartida, o nível ocupacional no setor de serviços aumentou 1,5% em julho em relação ao mês anterior, com a contratação de 172 mil trabalhadores. Numa proporção bem menor, o setor de construção elevou em 0,2% o quadro de empregados, com a incorporação de 3 mil funcionários em julho.

Tudo o que sabemos sobre:
empregoDieesejulho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.