Indústria dos EUA recupera-se com serviços públicos

A produção industrial nos EstadosUnidos registrou inesperada alta no mês de março, à medida queos serviços públicos aumentaram a atividade em meio ao inverno,compensando o setor manufatureiro que sofreu com uma greve naárea de autopeças. A produção industrial total subiu 0,3 por cento em marçocontra uma queda revisada de 0,7 por cento em fevereiro. Os economistas tinham previsto queda de 0,1 por cento anteo recuo inicialmente informado para fevereiro de 0,5 por cento. A produção de serviços públicos cresceu 1,9 por cento emmarço, após cair 3,6 por cento em fevereiro. A atividade manufatureira avançou apenas 0,1 por cento,seguindo o declínio de 0,5 por cento no mês anterior. "A produção fabril foi contida por um grande declínio naatividade de motores e autopeças. Uma parada em autopeças queresultou de uma greve em uma fabricante de peças deixou ociosauma série de fábricas de motores", disse o Fed em nota,referindo-se à greve de sete semanas na American Axle &Manufacturing Holdings . A greve, que prejudicou inteira ou parcialmente 30fábricas, causou uma queda de 5,4 por cento na produção deveículos e autopeças em março. Em fevereiro, o recuo havia sidode 1,3 por cento. Excluindo motores e autopeças, a produção manufatureiraavançou 0,4 por cento em março, após a queda de 0,6 por centono mês anterior. O uso da capacidade instalada aumentou para 80,5 em março,ante 80,3 em fevereiro. Analistas esperavam estabilidade em80,3 por cento. (Por David Lawder)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.