coluna

Carolina Bartunek no E-Investidor: 5 tendências prejudiciais para quem investe em ações

Indústria e produtor devem se integrar

O professor titular da Universidade de São Paulo (USP) Decio Zylbersztajn defendeu, no painel “Campo e Indústria”, maior integração entre produtores e agroindústrias. Segundo ele, as estratégias precisam ser coordenadas, tanto da porteira para dentro quanto da porteira para fora. “Essa necessidade de estabelecer planejamento conjunto implica novas funções para as associações de representações dos agricultores, incluindo Faesp e sistema sindical”, disse, no Summit Agronegócio Brasil 2015. Zylbersztajn acrescentou que produtores e indústria precisam manter negociações contínuas, inclusive com mecanismos para a solução de conflitos. Trabalhar em sintonia, disse, é essencial para integrar a cadeia produtiva.

O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2015 | 16h11

No mesmo painel, o diretor de Agropecuária da BRF, Luiz Stabile, defendeu que, para crescer no agronegócio, é preciso crescer com os parceiros (os produtores rurais). Ele contou que a empresa dispõe de técnicos que visitam os produtores integrados de frango ao menos uma vez por semana. Stábile ressaltou, porém, que o pecuaristadeve também analisar cenários – como os do mercado de milho – para traçar estratégias. “Compartilhar conhecimento e estratégias para ter agilidade nas mudanças é essencial.”

Mercosul. O presidente do grupo argentino Los Grobo, Gustavo Grobocopatel, falou de integração, desta vez no Mercosul. “Precisamos de um bloco mais aberto para alimentar mais de 1 bilhão de pessoas”, disse, acrescentando que para alcançar este objetivo deve haver maior união entre o bloco, embora reconheça que é necessário repensar seus objetivos. “Não devemos matá-lo, mas revivê-lo. Sair de um Mercosul orientado para o desenvolvimento do mercado interno para um voltado para o mundo, como uma plataforma para exportar mais.” / CLARICE COUTO, C.T. e R.O.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.