Indústria entrega pacote de propostas ao Congresso

Num esforço para criar condições mais favoráveis para a retomada do crescimento da economia, entidades representativas da indústria divulgam nesta terça-feira uma relação de 114 projetos legislativos de interesse do setor. O documento, chamado Agenda Legislativa da Indústria - 2004, será entregue aos presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), em solenidade que contará com a presença de empresários e parlamentares. O trabalho foi feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com as 27 federações estaduais das indústrias e 43 associações setoriais nacionais. O documento traz um resumo de cada proposta e o posicionamento do setor sobre cada uma delas. "É uma ação de lobby legítima, pois aqui estão colocados os interesses do setor produtivo de forma transparente", resumiu o presidente da CNI, deputado Armando Monteiro Neto (PPB-PE). Foram definidas como prioridades da indústria em 2004 os projetos que tratam da nova Lei de Falências, que dão maior clareza às regras na área ambiental, permitem a redução dos custos do crédito bancário e melhoram as condições de infra-estrutura. A CNI quer também que sejam concluídas as votações das Propostas de Emenda Constitucional (PECs) das reformas previdenciária e tributária, além da modernização das leis trabalhistas. A reforma do sistema financeiro, visando a redução do custo de financiamento e o desenvolvimento do mercado de capitais, ganharam destaque na agenda. A indústria também dá apoio ao projeto que concede autonomia operacional ao Banco Central, ressaltando que os dirigentes do BC devem ter mandatos não coincidentes com o do presidente da República.

Agencia Estado,

30 Março 2004 | 04h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.